Dicas para sair das dívidas

Compartilhe

Encontrar o equilíbrio financeiro não é uma tarefa fácil e muitas pessoas se perdem tentando encontrar o caminho certo. Você já deve ter passado por uma situação parecida e sabe como é difícil superar este obstáculo, mas calma, sempre tem uma solução.

Uma pesquisa feita pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em junho de 2020 sobre o endividamento e inadimplência do consumidor, mostrou 

que o país atingiu um novo recorde histórico no percentual de famílias que relataram ter dívidas, chegando a 67,1%. Parte dessas famílias, 11,6%, também afirmaram não ter condições de pagar suas contas. Diante de dados preocupantes, o que fazer para sair dessa situação? 

  • Liste todas as suas dívidas

Faça uma relação de todas as suas contas, atrasadas e não atrasadas. Considere também os juros das dívidas que estão atrasadas e calcule uma maneira que seja possível para você pagá-las sem se endividar mais. Tente estabelecer um cronograma de pagamento, dando prioridade para as que estão vencidas há mais tempo ou que possuem uma taxa de juros mais alta, assim você consegue controlar melhor seu dinheiro de forma eficiente. Não se esqueça de incluir as despesas como alimentação, água, energia e aluguel na sua lista de prioridades, pois se tratam de necessidades básicas.

  • Esqueça o cartão de crédito

Se você está com o orçamento comprometido em dívidas e quer se ver livre delas, então esqueça o cartão de crédito até que você consiga se reorganizar. O cartão pode ser um aliado quando bem utilizado, mas nesse caso, onde você precisa reduzir seus gastos, a melhor opção é deixar ele de lado por um tempo. Pague as parcelas que estejam ocupando o limite e volte a utilizá-lo quando estiver com folga no orçamento, mas lembre-se de fazer um uso consciente para não se perder em dívidas novamente.

  • Negocie os juros

Se você já entrou no cheque especial ou atrasou muito o pagamento da fatura do cartão de crédito, sabe que os juros destes dois créditos, em alguns casos, são maiores do que os de financiamentos e empréstimos. Se suas dívidas estão concentradas neles, faça os cálculos. Pode ser mais vantajoso pegar um empréstimo com uma taxa menor para quitar as contas com juros altos e manter uma só com prestações que cabem no seu bolso. Tudo depende das possibilidades que a empresa ou instituição financeira irá te oferecer. Avalie as propostas que tiverem menor taxa de juros e parcelas que sejam confortáveis para pagamento.

  • Corte gastos desnecessários

Depois de ter feito todos os cálculos e renegociado as contas em atraso é hora do pagamento. Comece avaliando suas despesas e identificando aquelas que são desnecessárias, sempre há uma forma de economizar em algo, mesmo que seja algo que você goste muito, como a assinatura dos serviços de streaming ou a pizza do fim de semana. No início esse corte de gastos vai ser difícil pois você vai sentir falta, mas pense que é por tempo limitado, só o suficiente até você ter o controle das suas finanças novamente.

O caminho para se ver livre das dívidas não é fácil e precisa de muito foco e dedicação, mas a recompensa vale a pena. Além de ter seu nome limpo de novo, você consegue crédito para realizar seus sonhos.


E aí, gostou do nosso conteúdo? Assine nossa newsletter para receber em seu e-mail os próximos posts e compartilhe no WhatsApp, Facebook ou LinkedIn.

E aí, gostou do nosso conteúdo? Assine nossa newsletter para receber em seu e-mail os próximos posts e compartilhe no WhatsApp, Facebook ou LinkedIn.

Assine e receba conteúdo exclusivos no seu e-mail

Siga-nos nas redes sociais

Leia também