Gerenciamento de Riscos e Capital


Estrutura de Gerenciamento de Riscos e Capital do Sistema CrediSIS



O Sistema CrediSIS conta com uma estrutura de Gerenciamento de Riscos e Capital centralizada e aderente às normas vigentes, compatível com o modelo de negócio, com a natureza das operações, com a complexidade dos produtos, dos serviços, das atividades e dos processos realizados, conforme os termos da resolução 4.557/2017 do CMN.
A CrediSIS Centralcredi está enquadrada no segmento 4 (S4) e suas filiadas estão enquadradas no segmento 5 (S5) conforme as resoluções 4.557/20017 e 4.606/2017 do CMN, respectivamente.
A estrutura de Gerenciamento de Riscos do Sistema CrediSIS, tem como objetivo identificar, mensurar, avaliar, monitorar, reportar, controlar e mitigar os riscos esperados e inesperados, assegurando a solidez e perenidade do sistema.
O Sistema CrediSIS considera que o gerenciamento de riscos é peça fundamental e estratégica para que seus objetivos sejam alcançados.

___________________________________________________________________

 

O Gerenciamento de riscos no Sistema CrediSIS é segregado das demais áreas, proporcionando total imparcialidade nas ações. A CrediSIS Centralcredi por estar enquadrada no segmento (S4), possui uma estrutura mais robusta.

 

CrediSIS Centralcredi


ORGANOGRAMA

 

As cooperativas filiadas ao Sistema CrediSIS estão enquadradas no segmento (S5), o qual exige metodologia e estrutura simplificada.


Cooperativas Filiadas

           

ORGANOGRAMA


___________________________________________________________________         



A CrediSIS Centralcredi é responsável pelo direcionamento estratégico de todo o Sistema CrediSIS, sendo o pilar da estrutura de gerenciamento de riscos e capital do sistema. Desta forma, as responsabilidades são assim distribuídas:

 

→ Conselho de Administração


É responsável por definir o nível de apetite a riscos do Sistema CrediSIS, aprova e revisa anualmente as políticas, estratégias e assegura o cumprimento fidedigno de toda estrutura de risco.

 

→ Auditoria


No processo de auditoria são avaliados a efetividade e a eficiência dos sistemas e processos de controles internos, de gerenciamento de riscos e de governança corporativa, considerando os riscos atuais e potenciais riscos futuros, analisando a confiabilidade, a efetividade e a integridade dos processos e sistemas de informações gerenciais, com observância ao arcabouço legal, à regulamentação infralegal, às recomendações dos organismos reguladores e aos códigos de conduta internos.


→ Diretoria de Riscos


Responsável por coordenar a implementação e manutenção da estrutura de gerenciamento de riscos no Sistema CrediSIS, em conformidade com as normas regulamentares, internas e externas, disponibilizando ferramentas que proporcionem a identificação, mensuração, avaliação, monitoramento, reporte, controle e mitigação dos riscos reportando-se ao conselho de administração da CrediSIS Centralcredi.

 

→ Gerência de Gestão Integrada de Riscos


Responsável por implantar e aprimorar a estrutura de gerenciamento integrado de riscos no Sistema CrediSIS, definindo rotinas, processos, capacitação e disseminação da cultura de gestão integrada de riscos dentro do sistema reportando-se a diretoria de riscos.

 

→ Gerenciamento de riscos e capital


A área de gerenciamento de riscos e capital atua de forma centralizada e segregada da área de negócios, e é responsável por identificar, mensurar, avaliar, monitorar, reportar, controlar e mitigar os riscos de crédito, mercado, operacional, liquidez, socioambiental, continuidade do negócio e o gerenciamento de capital reportando-se à gerência de gestão integrada de riscos.

 

→ ACIR


É responsável por analisar e monitorar tempestivamente os controles internos na CrediSIS Centralcredi, através de acompanhamento sistemático das atividades desenvolvidas, avaliando os diversos processos associados às atividades operacionais. Também atua como facilitador nas inspeções de órgãos reguladores, EAC, auditorias internas e externas, reportando-se à gerência de gestão integrada de riscos.

 

→ Compliance


É responsável por monitorar o cumprimento das determinações legais, regulamentares, normativas e procedimentais, internas e externas a fim de prevenir e favorecer a perenidade dos negócios do Sistema CrediSIS reportando-se à gerência de gestão integrada de riscos.

 

Obs: A estrutura montada dá condições de acesso às informações e exposições de forma tempestiva e eficaz, o que proporciona uma integração do gerenciamento dos riscos nos diversos níveis e instâncias dentro do Sistema CrediSIS.

 

Mesmo o gerenciamento de riscos e capital sendo centralizado na cooperativa Central do Sistema CrediSIS, as cooperativas filiadas são também responsáveis pelo gerenciamento dos seus riscos e capital. Desta forma, as responsabilidades são assim distribuídas:

 

→ Conselho de Administração


É responsável por definir o nível de apetite a riscos da cooperativa dentro do estipulado para o sistema, aprova e revisa anualmente as políticas, estratégias e assegura o cumprimento fidedigno de toda estrutura de risco.

 

→ Diretoria de Riscos


É responsável por coordenar a implementação e manutenção da estrutura de gerenciamento de riscos na cooperativa, em conformidade com normas oficiais, internas e externas, aderente às determinações de gerenciamento de riscos e capital oriundas da CrediSIS Centralcredi. Ainda que a estrutura seja centralizada, não exime a responsabilidade do CRO da cooperativa de gerenciar seus riscos inerentes.

 

→ Acir


É responsável por analisar e monitorar tempestivamente os controles internos na cooperativa, através de acompanhamento sistemático das atividades desenvolvidas, avaliando os diversos processos associados às atividades operacionais, incluindo-se também na rede de monitoramento de riscos do Sistema CrediSIS.  Também atua como facilitador nas inspeções de órgãos reguladores, EAC, auditorias internas e externas e reportando-se à gerência de gestão integrada de riscos.


___________________________________________________________________


 

→ GESTÃO DE CONTINUIDADE DO NEGÓCIO


A Política de Gestão de Continuidade de Negócios (GCN) é o documento que contempla diretrizes, orientações, princípios básicos e a estrutura necessária para identificar, mensurar, avaliar, monitorar, reportar, controlar e mitigar as ocorrências de eventuais perdas, interrupções de atividades críticas e eventos extraordinários, proporcionando a resposta adequada à recuperação e restauração dos processos críticos, assegurando assim a continuidade das atividades do Sistema CrediSIS.

 

→ RISCO DE CRÉDITO


A estrutura de gerenciamento do risco de crédito está em conformidade com as normas vigentes e objetiva auxiliar nos processos de crédito visando maior qualidade da carteira, identificando, mensurando, avaliando, monitorando, reportando, controlando e mitigando os riscos a fim de se antecipar às ocorrências de perdas ou possíveis perdas associadas ao não cumprimento pela contraparte de suas obrigações financeiras nos termos pactuados. Mensalmente a ferramenta de gestão é alimentada com as informações das operações de crédito realizadas pela CrediSIS Centralcredi e filiadas gerando indicadores que auxiliam nas tomadas de decisões.

 

→ RISCO DE MERCADO


Periodicamente nossas posições são marcadas a mercado e enviadas ao Banco Central do Brasil.

A estrutura de gerenciamento do risco de mercado está em conformidade com as normas vigentes e tem por objetivo identificar, mensurar, avaliar, monitorar, reportar, controlar e mitigar o impacto da flutuação dos valores de mercado de instrumentos detidos pelo Sistema CrediSIS em sua centralização financeira.


→ RISCO OPERACIONAL

Para gerenciamento do risco operacional são utilizados os processos de mapeamento, registro de ocorrências, registro de perdas e criação dos planos de ação de acordo com o estabelecido na política de gerenciamento de riscos e capital. A estrutura está em conformidade com as normas vigentes e objetiva a identificação, mensuração, avaliação, monitoramento, reporte, controle e mitigação dos riscos associados à falhas, deficiências ou inadequações de processos, pessoas ou sistemas, aspectos legais ou regulatórios, resultantes de eventos internos ou externos.


 → RISCO DE LIQUIDEZ


O Sistema CrediSIS tem como base para gerenciamento do risco de liquidez a política de Centralização Financeira, a qual define regras e percentuais mínimos, adicionais e redutores de recursos que devem ser mantidos na CrediSIs CentralCredi pelas suas filiadas, a fim de garantir a liquidez diária.

A estrutura de gerenciamento do risco de liquidez está em conformidade com as normas vigentes e tem por objetivo identificar, mensurar, avaliar, monitorar, reportar, controlar e mitigar o risco de liquidez, mantendo a capacidade de liquidar seus compromissos esperados e inesperados, sem afetar as operações e sem incorrer em perdas, sempre preservando o casamento entre os fluxos de pagamento e recebimento.

 

 → RISCO SOCIOAMBIENTAL


A estrutura de gerenciamento do risco socioambiental está em conformidade com as normas vigentes e tem por objetivo identificar, mensurar, avaliar, monitorar, reportar, controlar e mitigar a possibilidade de ocorrência de perdas decorrentes de danos socioambientais causados pelas ações das cooperativas do Sistema CrediSIS, de seus cooperados, fornecedores e/ou prestadores de serviço.

O Sistema CrediSIS ratifica o compromisso da instituição com a responsabilidade social e o desenvolvimento sustentável, incorporando as diretrizes de responsabilidade socioambiental no planejamento estratégico, fomentando inovações e adequações aos negócios, considerando os princípios de sustentabilidade e promovendo práticas sustentáveis alinhadas às expectativas e necessidades das partes interessadas.

 

 → PREVENÇÃO DE LAVAGEM DE DINHEIRO E FINANCIAMENTO AO TERRORISMO - PLD/FT


Aderente às Leis nº 9.613/1998 e 12.683/2012 e Circulares do Banco Central do Brasil nº 3.461/2009 e 3.839/2017, e a fim de identificar, mensurar, avaliar, monitorar, reportar, controlar e mitigar os possíveis casos de indícios de lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo, o Sistema CrediSIS utiliza ferramentas que proporcionam o monitoramento diário das informações cadastrais e operações realizadas pelos seus cooperados que são exigidas para comunicação ao COAF, assim como das movimentações financeiras consideradas atípicas.

 

 → GERENCIAMENTO DE CAPITAL


A estrutura de gerenciamento de capital está em conformidade com as normas vigentes e visando os objetivos estratégicos do Sistema CrediSIS, continuamente identifica, mensura, avalia, monitora, reporta, controla e mitiga as exposições aos riscos esperados e inesperados, assim como mantém os níveis de requerimentos mínimos de Patrimônio de Referência (PR), Patrimônio de Referência de Nível I e de Capital Principal.

Alinhado ao planejamento estratégico, o plano de capital é realizado analisando uma perspectiva de no mínimo 36 meses, considerando metas, projeções, e cenários de estresse, proporcionando condições de se antecipar às situações desfavoráveis e se preparar para o impacto de um novo projeto.